Rg9.org - A casa do representante comercial.






A Gestão da demanda:

Demanda é a procura quantificada por determinado produto ou serviço.

O conhecimento e a previsão da demanda é vital para o bom atendimento dos clientes e ainda para o próprio funcionamento da empresa. Se não tivermos uma clara previsão sobre a demanda, e principalmente sobre suas oscilações, poderemos sofrer com a falta ou excesso de mercadorias, em ambas as situações as conseqüências podem se catastróficas.

Em um mercado competitivo, como o que vivemos, a falta de mercadorias, normalmente, vai afastar clientes e ainda passar uma imagem negativa sobre o negócio. É mais caro e difícil reconquistar um cliente perdido do que atrair dez novos clientes, e ainda existe o fator boca-a-boca: Imaginem um cliente com grande poder de influência e insatisfeito com seus serviços... Agora vamos imaginar as conseqüências dos excessos: No caso das empresas prestadoras de serviços, os excessos não podem ser estocados... E no caso dos produtos, os custos com estoques e a própria validade dos mesmos pode gerar grandes prejuízos...

A natureza da demanda:

De acordo com sua natureza, a demanda pode ser classificada como dependente e independente. Os itens e produtos que possuem demanda dependente (insumos e complementos) não são influenciados diretamente pelo mercado e sim pelo programa de produção de seu item “pai”, o item “pai” (produto final) possui demanda independente e é diretamente influenciado pelo mercado... Normalmente, as empresas calculam a demanda de materiais e insumos (demanda dependente) através do MRP, e dos produtos finais (demanda independente) através de técnicas quantitativas e qualitativas de previsão de mercado.

A variação da demanda:

As causas mais comuns para variação da demanda são:

1) A tendência (fatores de mercado, moda etc. Que podem influenciar de alguma forma a demanda).

2) A sazonalidade (fatores cíclicos como as estações do ano, por exemplo, e que influenciam direta ou indiretamente a demanda de determinados produtos).

3) A aleatoriedade (o incerto, o acidental, o acaso e que pode influenciar a demanda).

4) As promoções, eventos etc (nesses casos, a demanda é afetada diretamente por fatores criados pela própria empresa e que podem ou não se repetirem).

Devemos ter grande atenção ao fato de que determinadas variações de demanda, como as promoções e eventos, não refletem a normalidade do consumo em determinados períodos e os dados gerados sobre essa demanda podem contaminar análises futuras se não forem isolados.

 

Espaço livre, comentários:

Enviar Comentário.